terça-feira, 24 de março de 2015

Jeep Renegade chega com tudo






O Jeep Renegade apresenta o único diesel do segmento no País, que se torna o propulsor com maior potência e torque do segmento, que proporciona maior autonomia. Seus preços estão entre R$ 69.900 e R$116.900

A FCA Group acaba de apresentar a imprensa especializada no Rio de Janeiro, seu mais novo SUV o Jeep Renegade que  chega ao mercado no início de abril para esquentar o segmento dos utilitários-esportivos, tornando-se uma opção de compra muito forte para os consumidores de SUVs. Inaugurando o Polo Automotivo Jeep, em Goiana, Pernambuco, a mais moderna das fábricas do grupo FCA – Fiat Chrysler Automobiles, o Renegade também expande a linha de veículos da marca, entrando no segmento dos SUVs compactos de caráter mais urbano, mantendo-se fiel à capacidade 4x4 e ao estilo de vida aventureiro pelos quais a Jeep é conhecida.
 
Disponível nas versões Sport, Longitude e Trailhawk, o Renegade entrega uma combinação sem igual de porte compacto para o trânsito urbano, melhor desempenho on-road e off-road, design de personalidade, cabine espaçosa, prática e refinada, ótimo comportamento dinâmico no asfalto, dois câmbios automáticos – um deles o primeiro de nove marchas do segmento –, dois motores modernos e eficientes (incluindo o mais forte da categoria, o exclusivo 2.0 MultiJet II turbodiesel), e uma enorme lista de equipamentos de conforto, segurança e tecnologia. O resultado é um veículo atraente e eficiente, criado para conquistar novos clientes, de alma jovem e aventureira.
 
Para Sérgio Ferreira, diretor da marca Jeep para América Latina e diretor geral da Chrysler Brasil, o Jeep Renegade marca a reinvenção do segmento de SUVs compactos. “Ele não deriva de nenhum carro de passeio; foi projetado desde o início para ser um SUV compacto, o que faz dele o modelo mais adequado para rodar na cidade, na estrada ou no off-road”, afirma. “Além disso, nossa operação no Brasil é apoiada num tripé muito sólido: Fábrica de Pernambuco, a mais moderna do grupo FCA no mundo; Rede exclusiva com 120 pontos, bem equipada e treinada para um atendimento acima dos padrões convencionais; e Gama de produtos autênticos, incluindo o Renegade, que são referência em todos os segmentos de SUVs. Tudo isso suportado por uma marca lendária e aspiracional, que transmite ao público uma experiência única, seja ao volante, nas lojas ou no pós-venda”, conclui o executivo.
 
Design moderno com o melhor da tradição Jeep
 
Desde o início, os designers da Jeep sabiam que o Renegade deveria oferecer a melhor capacidade off-road com proporções urbanas que exibissem as linhas robustas da marca, mas com muita jovialidade, versatilidade e presença. Além disso, o desafio era criar um SUV inteiramente novo, não derivado de nenhum carro de passeio, e que simbolizasse os reconhecidos estilo e engenhosidade norte-americanos, para marcar o primeiro SUV compacto da Jeep, vendido em mais de 100 países ao redor do mundo. Para completar, o Renegade tinha de oferecer a liberdade ao ar livre que tem origem nas raízes de 1941, com o Jeep Willys MB.
 
O resultado é o Renegade 2016, um veículo inspirado no porte do Jeep Wrangler, mas com traços modernos e arrojados, que possibilitam ótimos ângulos de entrada e saída, características preponderantes no uso fora de estrada. E, de modo exclusivo no segmento, dois sistemas de tetos solares proporcionam mais liberdade com toda a comodidade.
 
Interior marcante
 
A cabine do Jeep Renegade exibe visual enérgico, remetendo à lendária herança da marca e outros inspirados em equipamentos de esportes de aventura. Além de bem desenhado, o interior deste pequeno SUV tem excelente acabamento, empregando matérias-primas de alta qualidade. Batizada pelos designers de “Tek-Tonic”, a linguagem estilística do habitáculo mistura formas sutis com detalhes mais rústicos e funcionais. O painel, por exemplo, revestido com material suave ao toque, é intercalado com elementos como a alça de apoio para o passageiro, indispensável no uso off-road e emprestado do seu irmão maior, o icônico Jeep Wrangler.
 
As saídas de ar centrais lembram óculos escuros de marcas de esportes radicais, e há outros toques que lembram atividades de aventura, como as molduras da base da alavanca do câmbio e dos alto-falantes nas portas. O “X” das lanternas traseiras aparece em vários pontos, como nos porta-copos no console central. E, para acomodar bem toda a bagagem dos ocupantes, há recursos como o banco do passageiro dianteiro com porta-objetos debaixo do assento e com encosto rebatível (para frente), além do assoalho 2 em 1 no piso do porta-malas. De um lado, a peça é revestida de tecido e do outro, de vinil, fácil de limpar em caso de levar artigos sujos ou molhados.
 
Motores
 
O Jeep Renegade apresenta o único diesel do segmento no País, que se torna o propulsor com maior potência e torque do segmento, além de proporcionar a maior autonomia. E ainda um motor bicombustível que evoluiu muito para entregar mais força em baixas e médias rotações, entre outros benefícios percebidos nas situações mais corriqueiras do trânsito urbano.
 
• 2.0 MultiJet II turbodiesel
 
Único motor a diesel do segmento e também o mais forte, o 2.0 MultiJet II turbo despeja 170 cv a 3.750 rpm e 35,7 kgfm a 1.750 rpm, traz a tecnologia MultiJet de segunda geração, patenteada pela Fiat Powertrain.
 
A turbina VGT, de geometria variável, combina potência em alta velocidade e muito torque em baixas rotações.
 
• 1.8 16V E.torQ Evo Flex
 
O novo 1.8 16V E.torQ Evo incorporou importantes melhoramentos que trouxeram mais agilidade no arranque, retomadas mais rápidas e 5% de redução de consumo. Com 100% de etanol no tanque (também de 60 litros), a potência se manteve em 132 cv, mas o torque não apenas subiu de 18,9 para 19,1 kgfm como surge mais cedo, a 3.750 rpm (antes, a 4.500 rpm).
 
Transmissões inéditas
 
O Jeep Renegade 2016 também se torna referência por ser o primeiro SUV compacto do mundo a ter câmbio automático de nove marchas. Única transmissão combinada ao poderoso motor turbodiesel 2.0 MultiJet II, ela proporciona muitos benefícios, como acelerações fortes, entrega progressiva do alto torque de 35,7 kgfm em qualquer situação e funcionamento suave mesmo em velocidades altas – a 120 km/h o ponteiro do conta-giros marca somente 1.000 rpm.
 
Já com o 1.8 E.torQ 16V flex, além de um câmbio manual de cinco marchas, está presente uma transmissão automática de seis marchas inédita em modelos da Jeep em todo o mundo e em veículos do grupo FCA no Brasil. Essa caixa também tem operação muito bem acertada e, rodando a 120 km/h, faz o motor girar a baixos 2.600 rpm (ante 3.500 giros com a transmissão manual). Os dois câmbios automáticos contam com opção de comando sequencial na alavanca e, a partir da versão Longitude, também por aletas no volante.
 
Tecnologias
 
Além da plataforma moderna e robusta, com suspensão independente nas quatro rodas, do motor a diesel e do câmbio automático de nove marchas, o Jeep Renegade carrega um nível tecnológico somente visto antes em SUVs de categorias superiores, o que proporciona uma experiência única ao volante, com destaque para o uso em grandes cidades.
 
Caso do sistema multimídia Uconnect Touch com duas opções de telas coloridas de 5 ou 6,5 polegadas, com conexão Bluetooth, comandos de voz, navegação GPS, entre muitos outros recursos. No painel, o Renegade conta ainda com outro destaque, a tela colorida multifuncional de TFT de 7 polegadas no quadro de instrumentos, a maior do segmento, permitindo acessar informações sobre o carro que vão muito além de um simples computador de bordo. Além disso, ela tem centenas de opções de configuração, para que o motorista possa escolher quais dados aparecerão na tela.
 
Finalmente, o Jeep Renegade será o primeiro veículo fabricado no Brasil a ter o sistema Park Assist, de estacionamento autônomo. E ainda traz de série freio de estacionamento eletrônico, que dispensa a alavanca, bem como a intervenção do motorista para ativá-lo ou desativá-lo.


Para mais informações acesse:
www.webseminovos.com.br

Nenhum comentário :

Postar um comentário